• Central de Relacionamento ao Cliente
    0800 772 2300

Eventos e Novidades Eventos e Novidades

Storytelling -

uma maneira de ensinar e se envolver com uma segunda língua

 

Os benefícios de aprender uma segunda língua, como o Inglês, na infância, são muitos e vão além da facilidade que as crianças têm em compreender o idioma: o estímulo do cérebro e a capacidade de reter os fonemas e os vocábulos ensinados são outros importantes exemplos. Para os educadores, trabalhar com crianças é uma experiência bastante positiva, já que são constantemente estimulados a se atualizar e a usar a criatividade. Algumas ferramentas podem ajudar muito nesse processo, entre elas, o Storytelling (Contação de histórias). A atividade proporciona infinitas possibilidades no ensino da língua estrangeira, pois insere os alunos no contexto da história, proporciona o uso da língua em uma situação real de interação e é um excelente fator de motivação.

 

A StandFor, braço de idiomas de língua inglesa da FTD Educação, considera a prática essencial para o desenvolvimento de alunos e educadores, por isso, tem oferecido em várias cidades brasileiras workshops de Storytelling para professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Brasília e Goiânia são duas das localidades por onde o workshop já passou, com oficinas para professores do Centro Cultural Brasil-Estados Unidos (CCBEU).

 

Exercitar a prática no dia a dia

Conduzidos pela coordenadora da equipe de consultores pedagógicos de idiomas da StandFord, Cinthia Mancini, os educadores foram estimulados a resgatar o prazer de contar histórias e a trabalhar com a oralidade. Além disso, são instigados a usar a criatividade e, por meio do Storytelling, também provocar a curiosidade e a criatividade dos alunos.

Para vivenciar esses benefícios na prática, o evento promoveu um momento de criação e compartilhamento de ideias, ao fazer com que os próprios educadores participassem da contação da história The Napping House (A Casa Sonolenta), de Audrey Wood. Os educadores treinaram sons e movimentos corporais para transmitir a história e foram estimulados a colocar em prática as técnicas apresentadas ao longo do workshop, utilizando-se dos contos da coleção Young Readers, da FTD Educação. Dessa forma, puderam também planejar aulas que incluirão o Storytelling no cotidiano escolar de maneira eficaz.

"Qualquer pessoa pode contar histórias, estando disposta. É um instrumento riquíssimo do ponto de vista pedagógico, aprender a utilizá-lo traz grandes benefícios para o dia a dia de sala de aula", diz Cinthia Mancini. 

A StandFor conta com Readers para Educação Infantil e Ensino Fundamental I, com histórias como The Three Little Pigs (Os Três Porquinhos), Little Red Hen (A Galinha Ruiva) e The Stories of King Arthur (Histórias do Rei Arthur). São contos e fábulas – que os educadores participantes puderem conhecer – para estimular o aprendizado da língua de maneira divertida. São bons conteúdos para trabalhar a prática do Storytelling. Conheça mais clicando aqui.

 

IMG-20170901-_WA0024 IMG-20170901-_WA0045
 

Encontro para debater a abordagem CLIL no aprendizado bilíngue -

StandFor e Instituto Singularidades firmam parceria para capacitar e trazer conteúdos relevantes para educadores de língua estrangeira

 

 

Voltado para educadores de língua inglesa, evento ocorrido no dia 10 de agosto, no Instituto Singularidades, em Pinheiros, mostrou como os projetos pedagógicos são desenvolvidos para o ensino bilíngue e a importância do CLIL (Content and Language Integrated Learning) para a consciência cultural e o aprendizado interdisciplinar.

 

Essa prática pressupõe o ensino de diferentes conteúdos disciplinares e integrados, por meio da língua estrangeira, com o objetivo de contribuir e promover no aluno uma atitude positiva de autoconfiança que contribua para seu aprendizado.

 

"Aqui no Brasil a abordagem CLIL ainda é uma novidade que, aos poucos, vem sendo implementada, por isso, é essencial debatermos o tema e encontrarmos caminhos positivos para o sucesso pedagógico da língua inglesa", diz Rita Ladeia, que ministrou o encontro. Rita é coordenadora da Pós-graduação em Educação Bilíngue do Instituto Singularidades e especialista no ensino de língua estrangeira na Educação Básica. “Entre seus benefícios está a possibilidade de planejar estratégias cognitivas mais simples que conduzam o aluno a atividades de pensamento mais elaborados”, disse ela.

 

A internacionalização do ensino é também um dos pilares fundamentais da abordagem, que tem como uma das bases o fato de a linguagem ser utilizada simultaneamente para aprender e comunicar, promovendo-se, dessa forma, não só a competência linguística, mas o conhecimento de muitos temas explorados por meio da língua. “Não se trata somente de uma aula dedicada ao estudo da língua, mas da inclusão de conteúdos de diferentes disciplinas e formatos que podem ser aprendidos de maneira integrada”, contou Rita.

 

Os produtos e serviços educacionais da StandFor são pensados para que o aluno tenha um aprendizado integrado e interdisciplinar, vindo ao encontro das características da abordagem CLIL. Podem ser adotados e utilizados por educadores e escolas que atuem com a metodologia em diversos níveis de ensino. “Por isso, apoiamos e criamos iniciativas que possam desenvolver e habilitar professores e, que, consequentemente, promovam o aprendizado do aluno no século XXI”, afirma Adriana Battonyai, coordenadora comercial da StandFor.

 

postimage postimage

Tags Tags

;